Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 04/07/2018
Ver perfil do usuário

[RPG]Fairy Tales in the Human World

em Qui Jul 05, 2018 11:41 am
Synopsis
Devido a um feitiço da Rainha Má,os personagens de contos de fada são mandados para o mundo humano e possuem suas memórias apagadas,devido a isso,creem que são pessoas normais,e vivem suas vidas normalmente,até que quase 2 anos depois,eles começam a ter flash-backs,e as histórias começam a ocorrer dum jeito levemente diferente do que nos contos,mas mesmo assim.. o que irá acontecer quando eles perceberem que não são quem creem que são durante a ''vida inteira'' deles?
Informations
⚬ O RPG se passa na França,ano de 2011, na cidade de Rouen,França.
⚬ O RPG se dividirá em capítulos quando começar.
⚬ Nada de um personagem todo poderoso,por favor.
⚬ Todos os personagens -tirando a Rainha Má- não se lembrarão do passado,então nada de saberem quem foram e coisa do tipo..
⚬ Os photoplayers podem ser tanto em Anime quanto em desenhos semi-realistas.
⚬ O RPG foi baseado em Once Upon a Time.
⚬ Romance apenas no capítulo 2, e quando os personagens se desenvolverem o suficiente.
⚬ Par combinado?ok,mas por favor,façam ser natural..
⚬ vai ser acrescentadas aqui mais coisas
Rules
⚬ Nada de 18+,apenas nas MPs.
⚬ Nada de fura-olho!
⚬ Brigas entre personagens são permitidas,mas entre jogadoras fará o personagem da jogadora que iniciou a briga ser retirado da RPG e a jogadora será banida do RPG.
⚬ Nada de linguagem SMS.
⚬ Personagens que possuem relacionamento amoroso no conto não serão casados ou namorados no mundo real, terão que se desenvolver durante a RPG.
⚬ Procurem colocar semelhanças com o conto de fada na ficha,mas nada de fantasia e ect.. a fantasia ocorrerá depois de um tempão.
⚬ Se possuir um personagem com qualquer distúrbio psicológico,faça durante o RPG,o personagem agir de jeito semelhante as pessoas que possuem este distúrbio.
⚬ ''OFF'' para conversas entre jogadoras.
⚬ As jogadoras,se não se sentirem confortáveis,podem sair da RPG
⚬ Outras regras serão colocadas.
Characters
Pequena Sereia(0/1)
Príncipe da Pequena Sereia(0/1)
Bruxa(o) do mar(0/1)
Alice(1/1)
Gato Risonho(1/1)
Chapeleiro Maluco(0/1)
Lebre de Março(0/1)
Rainha de Copas(0/1)
Ás de Espadas(1/1)
Branca de Neve(0/1)
Príncipe da Branca de Neve(0/1)
Rainha Má- Personagem Fixa
Caçador da Branca de Neve(0/1)
Hansël(João)(0/1)
Gretël(Maria)(0/1)
Pai de Hansël e Gretël(0/1)
Mãe de Hansël e Gretël(0/1)
Bruxa da casa de doces(0/1)
Chapeuzinho Vermelho(1/1)-Reservada para @Biah
Lobo Mau(0/1)
Caçador(0/1)
Cinderella(0/1)
Madrasta(0/1)
Irmãs da Cinderella(0/2)
Bela(1/1)
Fera(0/1)
Gaston(0/1)
Irmãs da Bela(0/3)
acrescentarei outros futuramente
Module Sheet
Código:
[center][spoiler=Nome do personagem ll Idade ll conto ll Dono]
[b]Nick:[/b]
[b]Nome:[/b]
Nome do seu personagem, junto com o sobrenome
[b]Gênero:[/b]
Feminino ou masculino
[b]Idade:[/b]
Entre 10 e 30
[b]Orientação Sexual:[/b]
[b]Aniversário:[/b]
[b]Conto:[/b]
[b]Personagem:[/b]
[b]Gosta de:[/b]
[b]Detesta:[/b]
[b]História:[/b]
Mínimo de 4 linhas
[b]Personalidade:[/b]
Mínimo de 3 linhas
[b]Aparência:[/b]
O que não aparece, ou aparece na imagem do seu personagem
[b]Imagem:[/b]
[b]Curiosidades:[/b]
[/spoiler][/center]
Accepted Sheets
WIP:

Nick:
@Rin-Chan
Nome:
Isabelle “Belle” Fontayne
Significa “Deus é juramento”, “consagrada a Deus”.Isabelle é uma variante de Elisabete, que é um nome de origem hebraica. Surge a partir do hebraico Elishebba.É um nome categorizado como teofórico na medida em que é um nome bíblico que traz o nome de Deus incorporado. É formado pelos elementos El, que significa "Deus", e sab, que significa "juramento".
Gênero:
Feminino -  Cisgênero.
Idade:
23 anos.
Orientação Sexual:
Bissexual.
Aniversário:
20 de Setembro.
Conto:
A Bela e a Fera
Personagem:
Bela.
Gosta de:
- Livros.
- Flores(em especial,rosas.)
- História.
Detesta:
- Que a subestimem por ser mulher.
- Mentiras.
História:
Antes da maldição.
Isabelle era filha de um mercador viúvo e muito rico, e a filha do meio de 4 filhas. Não se lembra muito bem de sua mãe, sendo que a própria faleceu enquanto Isabelle tinha apenas 4 anos devido a uma epidemia na região em que moraram.
Mudaram-se depois da morte de sua mãe para um vilarejo fora da região da praga, a vida era pacata e tranquila até seu pai revelar a Isabelle e suas irmãs que estavam falindo,e ele seria obrigado a fazer uma longa viagem em busca de joias e outras coisas em reinos distantes,e em seguida, perguntou o que suas filhas queriam que trouxesse da viagem.
Suas irmãs pediram vestidos e laços,enquanto Isabelle pediu apenas uma rosa.
Alguns meses depois,seu pai perdeu todos seus mantimentos e acabou por encontrar uma mansão antiga,e por acreditar que não tinha ninguém lá dentro, entrou lá e passou a noite por lá, quando amanheceu, saiu de lá e pela primeira vez, reparou num jardim de belas rosas, e logo lembrou do pedido de sua amada filha. Pegou uma rosa, e ouviu um rosnado: era uma fera, maior do que um ser humano, bípede, seu corpo era coberto de pelos, mas possuía chifres.O mercador ouviu a besta gritar que se o pobre homem quisesse o perdão por sua audácia de tentar roubar suas rosas e invadir sua casa, devia trazer uma de suas filhas.
E Bela aceitou ir,sendo que foi por culpa de seu pedido que seu pai estava tão encrencado.
E em resumo, ela foi ao castelo,ela e a Fera tornaram-se bons amigos ao decorrer do tempo no castelo,e logo depois,pediu um tempo para ficar com sua família.
Belle,ao chegar em casa, vestida como uma nobre, causou inveja nas irmãs, que a trataram bem a nível dela se esquecer da gentil fera;e esquecer da sua promessa de voltar.
Personalidade:
Mínimo de 3 linhas
Aparência:
O que não aparece, ou aparece na imagem do seu personagem
Imagem:

Curiosidades:
Katherine Argent  ll 21 anos ll Branca de neve & os sete anões ll @Jullyana:

Nick:
@Jullyana

Nome:
Katherine Argent, também conhecida como Kath.

Gênero:
Feminino

Idade:
21 anos

Orientação Sexual:
Heterossexual

Aniversário:
15 de janeiro

Conto:
Branca de neve e os sete anões

Personagem:
Branca de Neve

Gosta de:
* Gosta de praticar esportes mas principalmente luta pessoal
* Dançar, ler e cantar.
* Gosta de escrever sobre os variados assuntos, principalmente o que sente.
* Ama animais
* Gosta de participar de trabalhos voluntários

Detesta:
* Injustiça
* Ver pessoas e animais sofrendo
* Ser julgada sem lhe conhecerem
* Ofenderem seu trabalho

História:

Mundo Encantado:

Katherine nasceu numa fria manhã de inverno, naquele dia uma brusca nevasca assolava a Floresta encantada e deste modo atrapalhava a locomoção de todas as pessoas. No entanto, o Rei Edward, que era conhecido por ser completamente hábil e bondoso, havia se preparado para tal evento. No entanto, apesar de seu preparo ele se dividia entre diversas tarefas, dentre elas acompanhar o nascimento de sua primogênita, acomodar os desabrigados no seu castelo e distribuir alimentos para os reinos despreparados.
Quando o Rei entra pela a terceira vez no quarto da Rainha Eleonore, ela segura firmemente a sua mão e o lança um olhar preocupado. Sabia que ele se deslocava freneticamente pelo castelo para ajudar a todos, no entanto, ele não havia parado por nenhum segundo desde que havia saído pela primeira vez.

- Edward, por favor se acalme... Sei que muitas pessoas precisam de você, mas eu também necessito de você. Nossa filha ainda não nasceu mas quero que você esteja por aqui quando isso acontecer e não resolvendo problemas diplomáticos.

Edward apesar de relutante acatou o pedido da esposa, sabia que aquele era um dos momentos que ele mais esperava em sua vida mas ele não estava agindo do modo como deveria. Logo, ele chama um de seus guardas e pede que chame seu conselheiro para dizer que ele estava no comando do castelo até que ele tenha condições de voltar ao trabalho. Feito isso, o Rei se aproxima de sua Rainha e segura a sua mão enquanto pede desculpas por seu comportamento.

- Você é assim Edward, não tem motivo para se preocupar. Isso é uma das coisas que mais amo em você. - Ela falou enquanto acariciava o seu rosto.

Depois de que lhe pareceu uma eternidade, a Rainha finalmente começou a sentir as contrações e logo a pequena Katherine veio para o mundo. Imediatamente, o Rei pode reconhecer que ela era completamente bela, com uma beleza difícil de ser descrita que parecia até ter sido feito a partir de uma tela de um pintor muito habilidoso. Ele talvez pudesse comparar a sua filha com a beleza da Rainha mas ainda lhe parecia pouco. Pode parecer que é apenas um pensamento de um Rei que via a sua filha pela primeira vez mas era muito mais que isso.
A medida que Katherine crescia, a beleza da garota só aumentava e só confirmava os pensamentos de Edward. Aos seus 10 anos, Katherine já tinha uma extensa lista de pretendentes, o que tornava a lista um pouco difícil para seus pais poderem escolher. Cada príncipe havia uma particularidade, seja uma economia forte ou um exercito poderoso mas afinal o que eles necessitavam? O seu Reino era muito prospero e nunca havia entrado em guerra mas sabiam que não poderiam fugir para sempre a final a Guerra contra os Ogros já acontecia na região Norte.
No entanto, algo inesperado aconteceu, a Rainha adoeceu de forma repentina e logo veio a falecer. Ninguém no reino estava preparado para se despedir de uma Rainha tão inteligente e bondosa, principalmente o Rei e Princesa Katherine. Eles ficaram durante uma semana trancados no castelo para digerirem a situação antes de começarem o preparativo para o funeral. O funeral foi um dos mais belos visto daquele Reino mas ainda assim não foi o suficiente para amenizar a dor de todos.
Assim que os anos passaram a dor do Rei não diminuía mas ele se obrigou a se reerguer. Ele se casou com uma jovem mulher de um reino vizinho, pensando que ele e sua filha mais necessitavam naquele momento. Uma mulher que pudesse tentar ocupar o lugar na Rainha Eleonore, seja como esposa, mãe e uma Rainha para todos. No entanto, Katherine ainda era criança, ela não sabia o que pensar exatamente daquela mulher mas resolveu lhe dar uma chance. A final era algo que a sua mãe pediria e logo elas iriam conviver como filha e madrasta.
Ao completar seus 18 anos, seu pai também havia falecido e o Reino começou a ser comandado por sua madrasta. As suas primeiras leis foram completamente impopulares, pois o povo não a reconhecia como a Rainha regente, ela estava longe de ter a simpatia e a caridade de seus pais e isso fazia com que o povo pedisse que a jovem Katherine assumisse. Por lei a princesa tinha o direito de pedir a coroa, mas sabia que não era o desejo de sua madrasta e isto lhe assustava.

Vida com o Príncipe:

Certo dia ao sair do castelo, Katherine percebeu que alguém a seguia e logo ela começou a correr, ela ouviu boatos que a sua madrasta queria mata-la e logo ela  suspeitou que aquele era o dia. Ela correu para a floresta negra e assim que parou de ouvir passos, ela parou e logo se arrependeu, sentia uma lamina encontrar em sua garganta e logo el começou a chorar e a implorar. O jovem caçador, lhe soltou e ela o agradeceu antes de sair correndo mais uma vez e encontrar uma casa para lhe refugiar.  Ao anoitecer Katherine se deparou com 7 anões que logo a acolheram, ela viveu com eles de maneira tranquila durante semanas, até a Rainha lhe encontrar.
Numa tarde ensolarada, Katherine resolveu caçar alguns pássaros e pegar algumas frutas para o jantar daquela noite. Mas durante a sua caçada ela encontrou um jovem a vagar perdidamente na floresta, ele tinha roupas reais e logo o coração dela gelou. Sem pensar duas vezes ela partiu para cima do jovem, pois não queria correr o risco de um dos capangas da rainha virem atrás dela. Logo os dois começaram uma luta sem igual, quando Katherine acertou a ponta de sua flecha no queixo do rapaz, viu um filete de sangue correr enquanto ele recuava.
Ela o olhou por alguns instantes assustada e finalmente o olhou com atenção. O rapaz era um dos mais bonitos de que já viu e percebeu que a sua vestimenta era um dos reinos ditantes. Certamente a garota havia feito besteira e agora só lhe restava fugir. Ela correu como nunca havia corrido na sua vida, ao parar perto de um riacho, sentiu segurarem a sua mão atrás de suas costas a imobilizando.

- Quem é você?

Mesmo desestabilizada diante da presença do rapaz ela conseguiu escapar de seus braços. Ela voltou a correr e ele mais uma vez foi atrás dela, mas ao retornar a floresta ela e o rapaz caíram numa rede juntos. Katherine estava evidentemente irritada, a final agora ela estava de frente a frente a ele e não tinha mais como fugir. A partir daquele momento, o relacionamento dos dois começou a se desenvolver e quando foram perceber eles haviam se apaixonado. Os dois começaram a se encontrar a ver frequentemente e no dia que o Príncipe iria lhe pedir em casamento, a Rainha apareceu e lhe ofereceu a maçã envenenada. Sem opções, Katherine comeu a maçã e ficou desacordada no meio do jardim, a Rainha saía vitoriosa mas logo os anões e o Príncipe vieram a seu socorro e lhe ajudaram. Katherine acordou e logo pode começar seu Felizes para sempre com o Príncipe.

Vida na Terra:


Katherine mais uma vez coloca o seu blazer e segue em direção ao seu escritório. A sua vida como jornalista era um tanto monótona, mas naqueles últimos meses ela mal tinha tempo para parar em casa, diversos acontecimentos surgiram naquela cidade e isto lhe deixava eufórica. Como sempre ela passava na cafeteria da cidade e pegou o seu café e um croissant para comer no caminho. Como os outros dias, ela tinha que terminar as redações da semana e isso fazia como no dia anterior ela teve que fazer um trabalho voluntário no orfanato, ela tinha muito trabalho a fazer.
 A vida de Katherine seguia sempre em sentido de ajudar as pessoas. com o seu trabalho de jornalista ela escrevia textos críticos que poderiam gerar questionamentos que mudariam a realidade de sua cidade. Ela detestava ver injustiça e o mínimo que ela poderia fazer ela fazia com prazer mas ao fazer isso ela de certa forma também lhe salvava. A sua vida completamente agitada era uma distração ao sofrimento que sentia, ela tinha a impressão de lhe faltar algo, mas ela não sabia o que era exatamente.

Personalidade:
Justa: Uma de suas maiores qualidades. Ela foi nutrida a partir do relacionamento com seus pais e seu povo. No qual a partir do momento que estava ajudando alguém, ela sentia que encontrava seu lugar no mundo.

Caridosa: Sempre esta disposta a doar o que tem para os menos favorecidos. Seja seu tempo, um pouco de amor ou algo material.

Liderança: Por ser uma princesa, ela foi treinada para ser uma exima líder. Deste modo, ela se dispõe a resolver problemas, assume riscos e procura previnir os riscos para todos os envolvidos. Se for necessário, ela assume todos os riscos se for o melhor para todos.

Teimosia: Um de seus maiores defeitos. Aliados as suas qualidades, faz com que ela sempre esteja esteja numa busca incansável por justiça e que ela assuma as dores das pessoas, o que pode ser crítico para ela.

Aparência:
Kath, é uma jovem com beleza sem igual. Como uma vez o seu pai já havia dito, ela era tão bela quanto uma pintura de um pintor muito habilidoso e compara-la com qualquer pessoa era muito pouco. O seu rosto tem um desenho muito delicado, com uma pele tão suave quanto algodão e suas bochechas são levemente rosadas e apresentam pequenas sardas que lhe conferem um certo charme, no entanto o que mais se destacam são seus olhos que brilham como duas grandes esmeraldas que assim como são perigosos são muito acolhedores. Além disso, tem o seu cabelo que é tom tão escuro como a noite e cai de forma suave no meio de suas costas. O seu corpo é completamente escultural, com curvas delicadas porém sedutoras, no qual faz com que ela fique bonita com qualquer tipo de roupa.

Imagem:
Spoiler:





Curiosidades:
- Tem um cachorro chamado Aslan:
Spoiler:
- Sabe usar arco e flecha
- Nas suas folgas faz treinamento de luta pessoal
- No fim da tarde, gosta de passear com o Aslan na floresta
- Adora acampar
- Nas suas férias costuma e refugir numa casa no campo ou de praia.
WIP!!


Última edição por Rin-Chan em Dom Jul 22, 2018 10:56 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Sab Jul 21, 2018 1:26 am
Katherine Argent  ll 21 anos ll Branca de neve e os 7 anões ll @Jullyana:



Nick:
@Jullyana

Nome:
Katherine Argent, também conhecida como Kath.

Gênero:
Feminino

Idade:
21 anos

Orientação Sexual:
Heterossexual

Aniversário:
15 de janeiro

Conto:
Branca de neve e os sete anões

Personagem:
Branca de Neve

Gosta de:
* Gosta de praticar esportes mas principalmente luta pessoal
* Dançar, ler e cantar.
* Gosta de escrever sobre os variados assuntos, principalmente o que sente.
* Ama animais
* Gosta de participar de trabalhos voluntários

Detesta:
* Injustiça
* Ver pessoas e animais sofrendo
* Ser julgada sem lhe conhecerem
* Ofenderem seu trabalho

História:

Mundo Encantado:

Katherine nasceu numa fria manhã de inverno, naquele dia uma brusca nevasca assolava a Floresta encantada e deste modo atrapalhava a locomoção de todas as pessoas. No entanto, o Rei Edward, que era conhecido por ser completamente hábil e bondoso, havia se preparado para tal evento. No entanto, apesar de seu preparo ele se dividia entre diversas tarefas, dentre elas acompanhar o nascimento de sua primogênita, acomodar os desabrigados no seu castelo e distribuir alimentos para os reinos despreparados.
Quando o Rei entra pela a terceira vez no quarto da Rainha Eleonore, ela segura firmemente a sua mão e o lança um olhar preocupado. Sabia que ele se deslocava freneticamente pelo castelo para ajudar a todos, no entanto, ele não havia parado por nenhum segundo desde que havia saído pela primeira vez.

- Edward, por favor se acalme... Sei que muitas pessoas precisam de você, mas eu também necessito de você. Nossa filha ainda não nasceu mas quero que você esteja por aqui quando isso acontecer e não resolvendo problemas diplomáticos.

Edward apesar de relutante acatou o pedido da esposa, sabia que aquele era um dos momentos que ele mais esperava em sua vida mas ele não estava agindo do modo como deveria. Logo, ele chama um de seus guardas e pede que chame seu conselheiro para dizer que ele estava no comando do castelo até que ele tenha condições de voltar ao trabalho. Feito isso, o Rei se aproxima de sua Rainha e segura a sua mão enquanto pede desculpas por seu comportamento.

- Você é assim Edward, não tem motivo para se preocupar. Isso é uma das coisas que mais amo em você. - Ela falou enquanto acariciava o seu rosto.

Depois de que lhe pareceu uma eternidade, a Rainha finalmente começou a sentir as contrações e logo a pequena Katherine veio para o mundo. Imediatamente, o Rei pode reconhecer que ela era completamente bela, com uma beleza difícil de ser descrita que parecia até ter sido feito a partir de uma tela de um pintor muito habilidoso. Ele talvez pudesse comparar a sua filha com a beleza da Rainha mas ainda lhe parecia pouco. Pode parecer que é apenas um pensamento de um Rei que via a sua filha pela primeira vez mas era muito mais que isso.
A medida que Katherine crescia, a beleza da garota só aumentava e só confirmava os pensamentos de Edward. Aos seus 10 anos, Katherine já tinha uma extensa lista de pretendentes, o que tornava a lista um pouco difícil para seus pais poderem escolher. Cada príncipe havia uma particularidade, seja uma economia forte ou um exercito poderoso mas afinal o que eles necessitavam? O seu Reino era muito prospero e nunca havia entrado em guerra mas sabiam que não poderiam fugir para sempre a final a Guerra contra os Ogros já acontecia na região Norte.
No entanto, algo inesperado aconteceu, a Rainha adoeceu de forma repentina e logo veio a falecer. Ninguém no reino estava preparado para se despedir de uma Rainha tão inteligente e bondosa, principalmente o Rei e Princesa Katherine. Eles ficaram durante uma semana trancados no castelo para digerirem a situação antes de começarem o preparativo para o funeral. O funeral foi um dos mais belos visto daquele Reino mas ainda assim não foi o suficiente para amenizar a dor de todos.
Assim que os anos passaram a dor do Rei não diminuía mas ele se obrigou a se reerguer. Ele se casou com uma jovem mulher de um reino vizinho, pensando que ele e sua filha mais necessitavam naquele momento. Uma mulher que pudesse tentar ocupar o lugar na Rainha Eleonore, seja como esposa, mãe e uma Rainha para todos. No entanto, Katherine ainda era criança, ela não sabia o que pensar exatamente daquela mulher mas resolveu lhe dar uma chance. A final era algo que a sua mãe pediria e logo elas iriam conviver como filha e madrasta.
Ao completar seus 18 anos, seu pai também havia falecido e o Reino começou a ser comandado por sua madrasta. As suas primeiras leis foram completamente impopulares, pois o povo não a reconhecia como a Rainha regente, ela estava longe de ter a simpatia e a caridade de seus pais e isso fazia com que o povo pedisse que a jovem Katherine assumisse. Por lei a princesa tinha o direito de pedir a coroa, mas sabia que não era o desejo de sua madrasta e isto lhe assustava.

Vida com o Príncipe:

Certo dia ao sair do castelo, Katherine percebeu que alguém a seguia e logo ela começou a correr, ela ouviu boatos que a sua madrasta queria mata-la e logo ela  suspeitou que aquele era o dia. Ela correu para a floresta negra e assim que parou de ouvir passos, ela parou e logo se arrependeu, sentia uma lamina encontrar em sua garganta e logo el começou a chorar e a implorar. O jovem caçador, lhe soltou e ela o agradeceu antes de sair correndo mais uma vez e encontrar uma casa para lhe refugiar.  Ao anoitecer Katherine se deparou com 7 anões que logo a acolheram, ela viveu com eles de maneira tranquila durante semanas, até a Rainha lhe encontrar.
Numa tarde ensolarada, Katherine resolveu caçar alguns pássaros e pegar algumas frutas para o jantar daquela noite. Mas durante a sua caçada ela encontrou um jovem a vagar perdidamente na floresta, ele tinha roupas reais e logo o coração dela gelou. Sem pensar duas vezes ela partiu para cima do jovem, pois não queria correr o risco de um dos capangas da rainha virem atrás dela. Logo os dois começaram uma luta sem igual, quando Katherine acertou a ponta de sua flecha no queixo do rapaz, viu um filete de sangue correr enquanto ele recuava.
Ela o olhou por alguns instantes assustada e finalmente o olhou com atenção. O rapaz era um dos mais bonitos de que já viu e percebeu que a sua vestimenta era um dos reinos ditantes. Certamente a garota havia feito besteira e agora só lhe restava fugir. Ela correu como nunca havia corrido na sua vida, ao parar perto de um riacho, sentiu segurarem a sua mão atrás de suas costas a imobilizando.

- Quem é você?

Mesmo desestabilizada diante da presença do rapaz ela conseguiu escapar de seus braços. Ela voltou a correr e ele mais uma vez foi atrás dela, mas ao retornar a floresta ela e o rapaz caíram numa rede juntos. Katherine estava evidentemente irritada, a final agora ela estava de frente a frente a ele e não tinha mais como fugir. A partir daquele momento, o relacionamento dos dois começou a se desenvolver e quando foram perceber eles haviam se apaixonado. Os dois começaram a se encontrar a ver frequentemente e no dia que o Príncipe iria lhe pedir em casamento, a Rainha apareceu e lhe ofereceu a maçã envenenada. Sem opções, Katherine comeu a maçã e ficou desacordada no meio do jardim, a Rainha saía vitoriosa mas logo os anões e o Príncipe vieram a seu socorro e lhe ajudaram. Katherine acordou e logo pode começar seu Felizes para sempre com o Príncipe.

Vida na Terra:


Katherine mais uma vez coloca o seu blazer e segue em direção ao seu escritório. A sua vida como jornalista era um tanto monótona, mas naqueles últimos meses ela mal tinha tempo para parar em casa, diversos acontecimentos surgiram naquela cidade e isto lhe deixava eufórica. Como sempre ela passava na cafeteria da cidade e pegou o seu café e um croissant para comer no caminho. Como os outros dias, ela tinha que terminar as redações da semana e isso fazia como no dia anterior ela teve que fazer um trabalho voluntário no orfanato, ela tinha muito trabalho a fazer.
 A vida de Katherine seguia sempre em sentido de ajudar as pessoas. com o seu trabalho de jornalista ela escrevia textos críticos que poderiam gerar questionamentos que mudariam a realidade de sua cidade. Ela detestava ver injustiça e o mínimo que ela poderia fazer ela fazia com prazer mas ao fazer isso ela de certa forma também lhe salvava. A sua vida completamente agitada era uma distração ao sofrimento que sentia, ela tinha a impressão de lhe faltar algo, mas ela não sabia o que era exatamente.

Personalidade:
Justa: Uma de suas maiores qualidades. Ela foi nutrida a partir do relacionamento com seus pais e seu povo. No qual a partir do momento que estava ajudando alguém, ela sentia que encontrava seu lugar no mundo.

Caridosa: Sempre esta disposta a doar o que tem para os menos favorecidos. Seja seu tempo, um pouco de amor ou algo material.

Liderança: Por ser uma princesa, ela foi treinada para ser uma exima líder. Deste modo, ela se dispõe a resolver problemas, assume riscos e procura previnir os riscos para todos os envolvidos. Se for necessário, ela assume todos os riscos se for o melhor para todos.

Teimosia: Um de seus maiores defeitos. Aliados as suas qualidades, faz com que ela sempre esteja esteja numa busca incansável por justiça e que ela assuma as dores das pessoas, o que pode ser crítico para ela.

Aparência:
Kath, é uma jovem com beleza sem igual. Como uma vez o seu pai já havia dito, ela era tão bela quanto uma pintura de um pintor muito habilidoso e compara-la com qualquer pessoa era muito pouco. O seu rosto tem um desenho muito delicado, com uma pele tão suave quanto algodão e suas bochechas são levemente rosadas e apresentam pequenas sardas que lhe conferem um certo charme, no entanto o que mais se destacam são seus olhos que brilham como duas grandes esmeraldas que assim como são perigosos são muito acolhedores. Além disso, tem o seu cabelo que é tom tão escuro como a noite e cai de forma suave no meio de suas costas. O seu corpo é completamente escultural, com curvas delicadas porém sedutoras, no qual faz com que ela fique bonita com qualquer tipo de roupa.

Imagem:
Spoiler:





Curiosidades:
- Tem um cachorro chamado Aslan:
Spoiler:
- Sabe usar arco e flecha
- Nas suas folgas faz treinamento de luta pessoal
- No fim da tarde, gosta de passear com o Aslan na floresta
- Adora acampar
- Nas suas férias costuma e refugir numa casa no campo ou de praia.

Código:
[b]Nick:[/b]
 @Jullyana

[b]Nome:[/b]
Katherine Argent, também conhecida como Kath.

[b]Gênero:[/b]
Feminino
 
[b]Idade:[/b]
21 anos

[b]Orientação Sexual:[/b]
Heterossexual

[b]Aniversário:[/b]
15 de janeiro

[b]Conto:[/b]
Branca de neve e os sete anões

[b]Personagem:[/b]
Branca de Neve

[b]Gosta de:[/b]
 * Gosta de praticar esportes mas principalmente luta pessoal
 * Dançar, ler e cantar.
 * Gosta de escrever sobre os variados assuntos, principalmente o que sente.
 * Ama animais
 * Gosta de participar de trabalhos voluntários

[b]Detesta:[/b]
 * Injustiça
 * Ver pessoas e animais sofrendo
 * Ser julgada sem lhe conhecerem
 * Ofenderem seu trabalho

[b]História:[/b]
[img]https://78.media.tumblr.com/0d9313ae2dbc782ffc72a02be3462740/tumblr_inline_nnsqdgSn1t1sfuvmu_500.gif[/img]
[color=#00FFFF][b]Mundo Encantado:[/b][/color]

 Katherine nasceu numa fria manhã de inverno, naquele dia uma brusca nevasca assolava a Floresta encantada e deste modo atrapalhava a locomoção de todas as pessoas. No entanto, o Rei Edward, que era conhecido por ser completamente hábil e bondoso, havia se preparado para tal evento. No entanto, apesar de seu preparo ele se dividia entre diversas tarefas, dentre elas acompanhar o nascimento de sua primogênita, acomodar os desabrigados no seu castelo e distribuir alimentos para os reinos despreparados.
 Quando o Rei entra pela a terceira vez no quarto da Rainha Eleonore, ela segura firmemente a sua mão e o lança um olhar preocupado. Sabia que ele se deslocava freneticamente pelo castelo para ajudar a todos, no entanto, ele não havia parado por nenhum segundo desde que havia saído pela primeira vez.
 
[i] - Edward, por favor se acalme... Sei que muitas pessoas precisam de você, mas eu também necessito de você. Nossa filha ainda não nasceu mas quero que você esteja por aqui quando isso acontecer e não resolvendo problemas diplomáticos.[/i]
 
 Edward apesar de relutante acatou o pedido da esposa, sabia que aquele era um dos momentos que ele mais esperava em sua vida mas ele não estava agindo do modo como deveria. Logo, ele chama um de seus guardas e pede que chame seu conselheiro para dizer que ele estava no comando do castelo até que ele tenha condições de voltar ao trabalho. Feito isso, o Rei se aproxima de sua Rainha e segura a sua mão enquanto pede desculpas por seu comportamento.

[i] - Você é assim Edward, não tem motivo para se preocupar. Isso é uma das coisas que mais amo em você.[/i] - Ela falou enquanto acariciava o seu rosto.

 Depois de que lhe pareceu uma eternidade, a Rainha finalmente começou a sentir as contrações e logo a pequena Katherine veio para o mundo. Imediatamente, o Rei pode reconhecer que ela era completamente bela, com uma beleza difícil de ser descrita que parecia até ter sido feito a partir de uma tela de um pintor muito habilidoso. Ele talvez pudesse comparar a sua filha com a beleza da Rainha mas ainda lhe parecia pouco. Pode parecer que é apenas um pensamento de um Rei que via a sua filha pela primeira vez mas era muito mais que isso.
 A medida que Katherine crescia, a beleza da garota só aumentava e só confirmava os pensamentos de Edward. Aos seus 10 anos, Katherine já tinha uma extensa lista de pretendentes, o que tornava a lista um pouco difícil para seus pais poderem escolher. Cada príncipe havia uma particularidade, seja uma economia forte ou um exercito poderoso mas afinal o que eles necessitavam? O seu Reino era muito prospero e nunca havia entrado em guerra mas sabiam que não poderiam fugir para sempre a final a Guerra contra os Ogros já acontecia na região Norte.
 No entanto, algo inesperado aconteceu, a Rainha adoeceu de forma repentina e logo veio a falecer. Ninguém no reino estava preparado para se despedir de uma Rainha tão inteligente e bondosa, principalmente o Rei e Princesa Katherine. Eles ficaram durante uma semana trancados no castelo para digerirem a situação antes de começarem o preparativo para o funeral. O funeral foi um dos mais belos visto daquele Reino mas ainda assim não foi o suficiente para amenizar a dor de todos.
 Assim que os anos passaram a dor do Rei não diminuía mas ele se obrigou a se reerguer. Ele se casou com uma jovem mulher de um reino vizinho, pensando que ele e sua filha mais necessitavam naquele momento. Uma mulher que pudesse tentar ocupar o lugar na Rainha Eleonore, seja como esposa, mãe e uma Rainha para todos. No entanto, Katherine ainda era criança, ela não sabia o que pensar exatamente daquela mulher mas resolveu lhe dar uma chance. A final era algo que a sua mãe pediria e logo elas iriam conviver como filha e madrasta.
 Ao completar seus 18 anos, seu pai também havia falecido e o Reino começou a ser comandado por sua madrasta. As suas primeiras leis foram completamente impopulares, pois o povo não a reconhecia como a Rainha regente, ela estava longe de ter a simpatia e a caridade de seus pais e isso fazia com que o povo pedisse que a jovem Katherine assumisse. Por lei a princesa tinha o direito de pedir a coroa, mas sabia que não era o desejo de sua madrasta e isto lhe assustava.

[b][color=#00FFFF]Vida com o Príncipe:[/color][/b]

Certo dia ao sair do castelo, Katherine percebeu que alguém a seguia e logo ela começou a correr, ela ouviu boatos que a sua madrasta queria mata-la e logo ela  suspeitou que aquele era o dia. Ela correu para a floresta negra e assim que parou de ouvir passos, ela parou e logo se arrependeu, sentia uma lamina encontrar em sua garganta e logo el começou a chorar e a implorar. O jovem caçador, lhe soltou e ela o agradeceu antes de sair correndo mais uma vez e encontrar uma casa para lhe refugiar.  Ao anoitecer Katherine se deparou com 7 anões que logo a acolheram, ela viveu com eles de maneira tranquila durante semanas, até a Rainha lhe encontrar.
 Numa tarde ensolarada, Katherine resolveu caçar alguns pássaros e pegar algumas frutas para o jantar daquela noite. Mas durante a sua caçada ela encontrou um jovem a vagar perdidamente na floresta, ele tinha roupas reais e logo o coração dela gelou. Sem pensar duas vezes ela partiu para cima do jovem, pois não queria correr o risco de um dos capangas da rainha virem atrás dela. Logo os dois começaram uma luta sem igual, quando Katherine acertou a ponta de sua flecha no queixo do rapaz, viu um filete de sangue correr enquanto ele recuava.
 Ela o olhou por alguns instantes assustada e finalmente o olhou com atenção. O rapaz era um dos mais bonitos de que já viu e percebeu que a sua vestimenta era um dos reinos ditantes. Certamente a garota havia feito besteira e agora só lhe restava fugir. Ela correu como nunca havia corrido na sua vida, ao parar perto de um riacho, sentiu segurarem a sua mão atrás de suas costas a imobilizando.

 [i]- Quem é você?[/i]

 Mesmo desestabilizada diante da presença do rapaz ela conseguiu escapar de seus braços. Ela voltou a correr e ele mais uma vez foi atrás dela, mas ao retornar a floresta ela e o rapaz caíram numa rede juntos. Katherine estava evidentemente irritada, a final agora ela estava de frente a frente a ele e não tinha mais como fugir. A partir daquele momento, o relacionamento dos dois começou a se desenvolver e quando foram perceber eles haviam se apaixonado. Os dois começaram a se encontrar a ver frequentemente e no dia que o Príncipe iria lhe pedir em casamento, a Rainha apareceu e lhe ofereceu a maçã envenenada. Sem opções, Katherine comeu a maçã e ficou desacordada no meio do jardim, a Rainha saía vitoriosa mas logo os anões e o Príncipe vieram a seu socorro e lhe ajudaram. Katherine acordou e logo pode começar seu Felizes para sempre com o Príncipe.

[color=#00FFFF][b]Vida na Terra:[/b]
[/color]

 Katherine mais uma vez coloca o seu blazer e segue em direção ao seu escritório. A sua vida como jornalista era um tanto monótona, mas naqueles últimos meses ela mal tinha tempo para parar em casa, diversos acontecimentos surgiram naquela cidade e isto lhe deixava eufórica. Como sempre ela passava na cafeteria da cidade e pegou o seu café e um croissant para comer no caminho. Como os outros dias, ela tinha que terminar as redações da semana e isso fazia como no dia anterior ela teve que fazer um trabalho voluntário no orfanato, ela tinha muito trabalho a fazer.
  A vida de Katherine seguia sempre em sentido de ajudar as pessoas. com o seu trabalho de jornalista ela escrevia textos críticos que poderiam gerar questionamentos que mudariam a realidade de sua cidade. Ela detestava ver injustiça e o mínimo que ela poderia fazer ela fazia com prazer mas ao fazer isso ela de certa forma também lhe salvava. A sua vida completamente agitada era uma distração ao sofrimento que sentia, ela tinha a impressão de lhe faltar algo, mas ela não sabia o que era exatamente.

[b]Personalidade:[/b]
 [color=#00FFFF]Justa:[/color] Uma de suas maiores qualidades. Ela foi nutrida a partir do relacionamento com seus pais e seu povo. No qual a partir do momento que estava ajudando alguém, ela sentia que encontrava seu lugar no mundo.

[color=#00FFFF]Caridosa:[/color] Sempre esta disposta a doar o que tem para os menos favorecidos. Seja seu tempo, um pouco de amor ou algo material.

[color=#00FFFF]Liderança:[/color] Por ser uma princesa, ela foi treinada para ser uma exima líder. Deste modo, ela se dispõe a resolver problemas, assume riscos e procura previnir os riscos para todos os envolvidos. Se for necessário, ela assume todos os riscos se for o melhor para todos.

[color=#00FFFF]Teimosia:[/color] Um de seus maiores defeitos. Aliados as suas qualidades, faz com que ela sempre esteja esteja numa busca incansável por justiça e que ela assuma as dores das pessoas, o que pode ser crítico para ela.
 
[b]Aparência:[/b]
 Kath, é uma jovem com beleza sem igual. Como uma vez o seu pai já havia dito, ela era tão bela quanto uma pintura de um pintor muito habilidoso e compara-la com qualquer pessoa era muito pouco. O seu rosto tem um desenho muito delicado, com uma pele tão suave quanto algodão e suas bochechas são levemente rosadas e apresentam pequenas sardas que lhe conferem um certo charme, no entanto o que mais se destacam são seus olhos que brilham como duas grandes esmeraldas que assim como são perigosos são muito acolhedores. Além disso, tem o seu cabelo que é tom tão escuro como a noite e cai de forma suave no meio de suas costas. O seu corpo é completamente escultural, com curvas delicadas porém sedutoras, no qual faz com que ela fique bonita com qualquer tipo de roupa.
 
[b]Imagem:[/b]
[spoiler] [img]https://i.pinimg.com/originals/dd/23/57/dd2357779db0ab6f0696bfed8aa0e520.jpg[/img]

[img]https://i.pinimg.com/736x/55/f6/b6/55f6b691dc0ee78f9a3d9e8f66c276a2--character-inspiration-team-avatar.jpg[/img]

[img]https://i.pinimg.com/originals/b1/d2/49/b1d249d14ed681da96a5019ba0678da0.jpg[/img]
[/spoiler]
[b]Curiosidades:[/b]
 - Tem um cachorro chamado Aslan:
[spoiler][img]https://pa1.narvii.com/6244/9e6ce7e72f0535ce5ff15c31834f2020e753186b_hq.gif[/img][/spoiler]
- Sabe usar arco e flecha
- Nas suas folgas faz treinamento de luta pessoal
- No fim da tarde, gosta de passear com o Aslan na floresta
- Adora acampar
 - Nas suas férias costuma e refugir numa casa no campo ou de praia.
[/spoiler][/center]


Última edição por Jullyana em Sab Jul 21, 2018 6:09 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 04/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Sab Jul 21, 2018 1:37 pm
Eu sem mentir,eu estou ansiosa para ver como será a Katherine! Imagino que será interessante interagir com ela :3
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Sab Jul 21, 2018 2:21 pm
Não espero te decipcionar hahaha'
A ficha dela deu um certo trabalho pois quero desenvolver bem ela e não ficar algo muito igual ao conto e nem a série.
Mais uma vou deixar o esqueleto da minha ficha ;P

Alexander Castellan ll 24 anos ll A Bela e a Fera ll @Jullyana:



Nick:
@Jullyana

Nome:
Alexander Castellan, mas também pode ser chamado de Alex.

Gênero:
Masculino

Idade:
26 anos

Orientação Sexual:
Heterossexual

Aniversário:
20 de março

Conto:
A Bela e a Fera

Personagem:
Fera

Gosta de:

Detesta:

História:


Mundo Encantado:

Alexander nasceu numa tarde quase que indescritível, a beleza daquele dia era marcada pela mudança da estação no qual dava um cenário único para aquele vilarejo. Havia uma doce mistura entre o fim do inverno e o inicio da primavera, dava para perceber o inicio do degelo e o aparecimento de algumas gramíneas que ousavam combater a neve que começava a ficar rasa. Além disso, a mudança da estação finalmente trazia alívio aos seus pais, Patrick e Annelyse, que mesmo sendo de uma bem sucedida classe burguesa, enfrentavam uma crise devido as sucessivas nevascas que atrapalhavam o comércio da região.
O primeiro pensamento dos pais se voltava ao pequeno, diferente dos anos anteriores, eles não haviam acumulado tanta comida para o inverno e se por acaso acontecesse mais uma nevasca, eles não teriam para aonde correr. Os estoques de comida estavam acabando e não durariam mais do que uma semana e agora com a vinda de uma criança, o gasto deveria ser aumentado. Desde modo, apesar de não ter evidencias de uma nova nevasca para os próximos dias, Patrick resolveu se preparar para qualquer adversidade, sem a ajuda da esposa ele deveria trabalhar dobrado e assim ele fez.
O seu trabalho e da esposa era conhecido por toda a região. Os dois juntos, cortavam as árvores e a partir dela faziam diversos objetos muito delicados e únicos, transparecendo que os dois poderiam ser os melhores entalhadores da região. A ambição havia contaminado aquele velho homem, ele queria comercializar além de seu vilarejo e quem sabe até com o próprio Rei, no entanto a sua esposa, sempre simples, não queria isso para a sua família. Os dois sempre tiveram tudo o que necessitavam e não havia a necessidade de terem luxos em sua vida, mas com a chegada do pequeno Alexander, ela teve que redefinir as suas prioridades.
Patrick, finalmente teve a liberdade que queria para comercializar além de seu vilarejo. Apesar dele ter mais trabalho, ele queria demostrar a esposa que aquele caminho era o certo e que permitiria terem tudo o que necessitassem para cuidar de seu filho. Desde modo, ele trabalhou durante dias e noites e depois de algumas semanas os primeiros frutos foram dados quando ele comercializou pela primeira com as regiões vizinhas. O seu trabalho tornou-se alvo de grande sucesso e depois de quase 3 anos havia chegado aos ouvidos Rei.
A família Castellan havia ascendido rapidamente e passaram a ser reconhecidos por sua pequena fortuna que a cada semana aumentava mais. No entanto, só isso não lhes pareciam suficiente, eles deveriam propagar o seu comércio pelas gerações seguintes, então deveriam educar seu filho da melhor forma possível. Assim que Alexander completou 18 anos, ele havia estudado todas as artes econômicas e políticas possíveis, e desde modo começou a comercializar com os seus pais. Da mesma maneira que os dois, ele começou a nutrir uma ambição sem limites e uma uma inteligência que permitia que ele ganhassem grandes vantagens no comércio.
Ao completar 21 anos, Alexander e seus pais haviam saído para comemorar o aniversário do jovem e o sucesso que tinham no seu comércio. Ao terminar a noite, Alexander foi buscar o cocheiro para eles pudessem partir em sua carruagem quando ele ouviu gritos na entrada do local, o jovem rapaz rapidamente correu naquela direção e encontrou seus pais desacordados. Havia sangue por toda a parte e não havia nenhum sinal do assassino, o sangue dele ferveu mais ao mesmo ele se sentia desesperado ao encontrar os pais daquele estado. Ele se apressou para ajuda-los porém já era tarde demais.

Maldição:

A dor causada pelo assassinato dos pais foi de grande demais e isso fez com que o jovem rapaz, vende-se a propriedade dos pais e se muda-se para uma luxuosa mansão na região oeste. O rapaz assim que chegou em sua nova residência, em desejo a esquecer tudo o que passava em seu coração e em sua mente, deu uma série de festas luxiossímas

Personalidade:
Mínimo de 3 linhas
Aparência:
O que não aparece, ou aparece na imagem do seu personagem
Imagem:
Spoiler:




Curiosidades:


Última edição por Jullyana em Ter Jul 24, 2018 11:52 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 04/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Sab Jul 21, 2018 2:28 pm
não irá,tenho certeza disso!
Eu estou ansiosa para o ver!
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Ter Jul 24, 2018 5:12 pm
Você tem mais ou menos uma noção de quando ira inciar o RPG?
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 04/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Qua Jul 25, 2018 2:31 pm
[quote] Eu irei iniciar o RPG quando terminar minhas fichas(o que irá demorar).
avatar
Mensagens : 1
Data de inscrição : 04/07/2018
Idade : 12
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Seg Ago 06, 2018 6:01 pm
Sienna Redfield || Dezesseis Anos || Chapeuzinho Vermelho || @Biah:

Nick:
@Biah.

Nome:
O nome dela é Sienna Redfield.
Sienna é um nome em que seu significado se dá a partir de uma palavra em inglês que significa "vermelho-alaranjado".
Redfield é uma palavra que significa "campo vermelho" em inglês.


Gênero:
Feminino.

Idade:
Ela tem dezesseis anos.

Orientação Sexual:
Ela ainda não tem certeza, mas acha que poderia namorar uma garota.

Aniversário:
Faz aniversário dia doze de maio, sendo do signo de touro.

Conto:
Chapeuzinho Vermelho.

Personagem:
Ela é a Chapeuzinho Vermelho.

Gosta de:
Frutas vermelhas, principalmente morangos.
Doces, principalmente caramelos e chocolates.
Flores, principalmente rosas e lírios.
Sua família, principalmente sua mãe e sua avó materna.


Detesta:
Lobos, mas nem sabe o porquê, só tem um medo absurdo deles.
Barulhos muito altos, já que tem ouvidos muito sensíveis.
Comidas apimentadas, ela simplesmente não consegue comer.


História:
Sienna nasceu no dia doze de maio de mil novecentos e noventa e cinco em uma cidade qualquer na França. Quando era criança, sua mãe pediu que ela fosse entregar um presente à sua avó que tinha acabado de fazer aniversário e estava doente. Como a cidade era pequena e sua avó morava perto, em uma fazenda, ela foi andando sozinha, mesmo sendo apenas uma criança. Por mais que não tivesse perigos, ela não podia deixar de sentir olhares em si. Ela não sabia de quem os olhares eram, mas toda vez que olhava para a direção de onde eles vinham, ela sentia que o que estava a observando desviava o olhar. Ela começou a correr e chegou na casa da sua avó em segurança, apesar de tudo. Por mais que lembre de olhos assustadores depois de se virar correndo.
Ao chegar na casa de sua avó, ela ficou muito feliz com o presente e passou a tarde inteira conversando com a neta. Infelizmente, sua avó, ainda assim, veio a falecer. Sienna ficou muito abalada com a perda, já que amava muito sua avó.
Atualmente ela mora em Rouen por conta do novo trabalho do pai e faz o Ensino Médio normalmente.


Personalidade:
Sienna é uma garota muito extrovertida, que faz amizades facilmente e que consegue arranjar assuntos rapidamente quando está conversando com alguém. Ela confia nas pessoas de forma bem rápida, sendo muito inocente e a prejudicando muito. É uma garota muito doce, o que faz com que as pessoas achem-na adorável, o que ela, particularmente, detesta. Mesmo que muito distraída, por ter TDAH, ela se esforça muito para ter seus esforços reconhecidos. E mesmo com várias qualidades, ela ainda carrega muitos ressentimentos por ter sido muito zoada quando era menor.

Aparência:
Sienna não é muito alta, tendo apenas um metro e sessenta e dois centímetros de altura. Ela pesa cinquenta e sete quilogramas.
Ela possui uma pinta logo abaixo de seu olho esquerdo.
Seus olhos são vermelhos e seu cabelo é castanho escuro/preto. Normalmente, ela anda sempre com seu cabelo preso, por ele ser muito longo. Ela usa uma presilha no seu cabelo que foi presente de sua avó paterna, que acabou falecendo quando ela ainda era criança. Ela usa brincos que ganhou de seus pais quando fez doze anos.

Imagem:

Mais:








Curiosidades:
->>> A Photoplayer dela é Maki Harukawa, de Danganronpa V3: Killing Harmony.
->>> Apesar de usar saias, ela não gosta de usar vestidos, pois não dá para se mover direito com eles.
->>> Ela sempre quis aprender a tocar algum instrumento, porém nunca conseguiu, então admira quem realmente toca.
->>> Música-tema: RAY OF LIGHT - Shoko Nakagawa
->>> Voz da Sienna: Los! Los! Los! - Yūki Aoi

CODE:

Código:
[center][color=#FF0000][spoiler=Sienna Redfield || Dezesseis Anos || Chapeuzinho Vermelho || @Biah]
[b][color=#FF0000]Nick:[/color][/b]
[color=#FF0000]@Biah.[/color]

[b][color=#FF0000]Nome:[/color][/b]
[color=#FF0000]O nome dela é Sienna Redfield.
Sienna é um nome em que seu significado se dá a partir de uma palavra em inglês que significa "vermelho-alaranjado".
Redfield é uma palavra que significa "campo vermelho" em inglês.[/color]

[b][color=#FF0000]Gênero:[/color][/b]
[color=#FF0000]Feminino.[/color]

[b][color=#FF0000]Idade:[/color][/b]
[color=#FF0000]Ela tem dezesseis anos.[/color]

[b][color=#FF0000]Orientação Sexual:[/color][/b]
[color=#FF0000]Ela ainda não tem certeza, mas acha que poderia namorar uma garota.[/color]

[b][color=#FF0000]Aniversário:[/color][/b]
[color=#FF0000]Faz aniversário dia doze de maio, sendo do signo de touro.[/color]

[b][color=#FF0000]Conto:[/color][/b]
[color=#FF0000]Chapeuzinho Vermelho.[/color]

[b][color=#FF0000]Personagem:[/color][/b]
[color=#FF0000]Ela é a Chapeuzinho Vermelho.[/color]

[b][color=#FF0000]Gosta de:[/color][/b]
[color=#FF0000]Frutas vermelhas, principalmente morangos.
Doces, principalmente caramelos e chocolates.
Flores, principalmente rosas e lírios.
Sua família, principalmente sua mãe e sua avó materna.[/color]

[b][color=#FF0000]Detesta:[/color][/b]
[color=#FF0000]Lobos, mas nem sabe o porquê, só tem um medo absurdo deles.
Barulhos muito altos, já que tem ouvidos muito sensíveis.
Comidas apimentadas, ela simplesmente não consegue comer.[/color]

[b][color=#FF0000]História:[/color][/b]
[color=#FF0000]Sienna nasceu no dia doze de maio de mil novecentos e noventa e cinco em uma cidade qualquer na França. Quando era criança, sua mãe pediu que ela fosse entregar um presente à sua avó que tinha acabado de fazer aniversário e estava doente. Como a cidade era pequena e sua avó morava perto, em uma fazenda, ela foi andando sozinha, mesmo sendo apenas uma criança. Por mais que não tivesse perigos, ela não podia deixar de sentir olhares em si. Ela não sabia de quem os olhares eram, mas toda vez que olhava para a direção de onde eles vinham, ela sentia que o que estava a observando desviava o olhar. Ela começou a correr e chegou na casa da sua avó em segurança, apesar de tudo. Por mais que lembre de olhos assustadores depois de se virar correndo.
Ao chegar na casa de sua avó, ela ficou muito feliz com o presente e passou a tarde inteira conversando com a neta. Infelizmente, sua avó, ainda assim, veio a falecer. Sienna ficou muito abalada com a perda, já que amava muito sua avó.
Atualmente ela mora em Rouen por conta do novo trabalho do pai e faz o Ensino Médio normalmente.[/color]

[b]Personalidade:[/b]
Sienna é uma garota muito extrovertida, que faz amizades facilmente e que consegue arranjar assuntos rapidamente quando está conversando com alguém. Ela confia nas pessoas de forma bem rápida, sendo muito inocente e a prejudicando muito. É uma garota muito doce, o que faz com que as pessoas achem-na adorável, o que ela, particularmente, detesta. Mesmo que muito distraída, por ter TDAH, ela se esforça muito para ter seus esforços reconhecidos. E mesmo com várias qualidades, ela ainda carrega muitos ressentimentos por ter sido muito zoada quando era menor.

[b]Aparência:[/b]
Sienna não é muito alta, tendo apenas um metro e sessenta e dois centímetros de altura. Ela pesa cinquenta e sete quilogramas.
Ela possui uma pinta logo abaixo de seu olho esquerdo.
Seus olhos são vermelhos e seu cabelo é castanho escuro/preto. Normalmente, ela anda sempre com seu cabelo preso, por ele ser muito longo. Ela usa uma presilha no seu cabelo que foi presente de sua avó paterna, que acabou falecendo quando ela ainda era criança. Ela usa brincos que ganhou de seus pais quando fez doze anos.

[b]Imagem:[/b]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/1/1a/Maki_Harukawa_Illustration.png/revision/latest?cb=20170620185514[/img]
[spoiler=Mais][img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/a/a9/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%281%29.png/revision/latest?cb=20180507032432[/img]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/1/12/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%282%29.png/revision/latest?cb=20180507032433[/img]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/f/f6/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%287%29.png/revision/latest?cb=20180507032436[/img]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/1/15/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%286%29.png/revision/latest?cb=20180507032435[/img]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/b/bc/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%2847%29.png/revision/latest?cb=20180507032934[/img]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/8/87/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%2845%29.png/revision/latest?cb=20180507032933[/img]
[img]https://vignette.wikia.nocookie.net/danganronpa/images/a/aa/Danganronpa_V3_Maki_Harukawa_Fullbody_Sprite_%2834%29.png/revision/latest?cb=20180507032927[/img]
[/spoiler]

[b]Curiosidades:[/b]
[b]->>>[/b] A Photoplayer dela é Maki Harukawa, de Danganronpa V3: Killing Harmony.
[b]->>>[/b] Apesar de usar saias, ela não gosta de usar vestidos, pois não dá para se mover direito com eles.
[b]->>>[/b] Ela sempre quis aprender a tocar algum instrumento, porém nunca conseguiu, então admira quem realmente toca.
[b]->>>[/b] Música-tema: [url=https://youtu.be/yAoJGZzYhlM]RAY OF LIGHT - Shoko Nakagawa[/url]
[b]->>>[/b] Voz da Sienna: [url=https://youtu.be/OgXZn_H_QAI]Los! Los! Los! - Yūki Aoi[/url]
[/spoiler][/color][/center]
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 04/07/2018
Ver perfil do usuário

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

em Seg Ago 06, 2018 6:35 pm
A Sienna parece também ser interessante~
a ficha foi aceita!
Conteúdo patrocinado

Re: [RPG]Fairy Tales in the Human World

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum